Carregando…

O uso da energia solar no setor agro

Uma das mais limpas e renováveis fontes de energia, definitivamente, é a energia solar. Sabemos hoje que converter a irradiação solar em eletricidade é possível, e está cada vez mais acessível.

Sendo um investimento de retorno garantido, com pouca manutenção e que gera grande impacto na economia mensal.

Por esses motivos, essa geração de energia tem se tornado uma grande aliada de agricultores, produtores e famílias rurais. Com ela, é possível reduzir os gastos com a conta de luz em propriedades rurais, podendo chegar a até 95%.

Sendo assim, nós das Biossistec Jr. lhes mostramos 4 principais perguntas – com suas respectivas respostas – em relação a utilização de energia solar no campo.

1 – O que é energia solar?

Basicamente, a energia solar é aquela na qual a irradiação solar é convertida diretamente em energia elétrica. As células fotovoltaicas (ou células de energia solar) são feitas a partir de materiais semicondutores (normalmente o silício). O total de energia gerada depende da densidade das nuvens e da radiação solar da região em que os painéis fotovoltaicos foram instalados.

2- A energia solar pode estar ligada à rede de distribuição?

A resposta é: não necessariamente.

Segundo o Cássio Rios, sócio da AWR – Tecnologia Solar, existem três formas de investir em um projeto de energia solar em propriedades rurais:

  • On-grid: “Este é um sistema de geração de energia que funciona conectado com a rede elétrica, com o excedente produzido sendo encaminhado para a rede de distribuição”;
  • Off-Grid: Esse sistema de geração de energia solar destina-se aos locais onde não há acesso a rede elétrica. “Neste caso a energia é produzida e armazenada em baterias”, complementa Rios;
  • Hibrido: Este é um sistema de geração de energia com backup, ou seja, o sistema está conectado na rede elétrica, mas também apresenta baterias para momentos de falta de energia.

 

3- A distribuidora de energia irá me pagar pela geração excedente?

Assim que um sistema fotovoltaico entra em funcionamento, a energia excedente gerada irá retornar para a rede da distribuidora. Porém, é importante saber que a distribuidora de energia não lhe pagará em dinheiro, mas sim em um crédito de energia, podendo ser utilizados em até 60 meses subsequentes a geração.

Com esse crédito, será possível consumir a energia oferecida pela distribuidora no período da noite e só pagar a diferença quando houver.

Caso o sistema esteja suprindo 100% de sua necessidade, o valor cobrado pela concessionaria de energia será a taxa mínima.

4- É possível armazenar energia solar durante a noite?

Os sistemas utilizados não geram energia durante a noite (devido a ausência dos raios solares), porém com um dimensionamento correto, é possível que ele gere energia suficiente durante todo o dia para que esta possa ser consumida durante a noite.

O armazenamento dessa energia pode ser feito em baterias ou na própria concessionaria de energia. É importante frisar que a geração de energia solar também irá ocorre caso o céu possua nuvens e permaneça nublado o dia todo, afinal não é o calor do sol que é captado pelas placas fotovoltaicas e sim os raios solares. Portanto, a produção de energia tende a ocorrer em uma escala menor.

Quer saber mais sobre essa inovação e como ela pode te ajudar? CLIQUE AQUI

Para saber mais sobre essas soluções ou fazer um orçamento entre em contato conosco! Ou nos chame via Whatsapp. Nos contate e saiba como sair da crise de forma sustentável.

energia solar

WhatsApp chat