Carregando…

Captação de Água da Chuva: Pensando de modo sustentável

Para o Brasil a água é um paradoxo, o país possuí uma das maiores reservas de água doce do mundo. Sendo aproximadamente 12,8%, com sua maior concentração na região amazônica, longe das regiões onde vivem a maioria da população brasileira. Essa grande ilusão de abundância fez com que as pessoas não usassem a água de modo consciente.

Embora a falta de água já existir há algum tempo, com destaque às regiões do Nordeste, a crise hídrica é uma expressão que veio à tona desde o ano 2014 em que ocorreu a maior escassez de água da região Sudeste do país. As pessoas passaram por uma situação bem complicada, sendo necessário conviver com racionamento de água.

Segundo a Agência Nacional das Águas (ANA), cerca de 60,9 milhões de brasileiros vivem em áreas de risco de escassez de água em caso de um longo período de seca. Em contrapartida, há um aumento significativo de demanda nesses mesmos locais, por conta da falta de investimento em infraestruturas para água, como abastecimento,
coleta e tratamento de esgoto.

Sendo assim, o aproveitamento de águas pluviais é uma solução bastante válida em termos econômicos, ambientais e sociais. A cisterna, sistema de captação de água, pode ser instalada em residencias, comércios, indústrias, tanto em zonas rurais quanto urbanas.

Eventualmente, o uso dessa água captada vai para irrigação, limpeza doméstica, descarga, entre outros, contribuindo para a economia de água.

Quer saber mais sobre como economizar até 50% na conta de água e contribuir ambientalmente?

Marque uma consultoria gratuita com a gente que tiramos todas suas dúvidas!
Entre em contato conosco! Ou nos chame via Whatsapp.

WhatsApp chat